Terça, 18 de Maio de 2021 02:20
73 999057124
Educação Economia

Bolsa Presença movimenta a economia baiana e impulsiona comércio local

A iniciativa deverá beneficiar cerca de 311 mil famílias e alcançar 357 mil estudantes da rede estadual de ensino.

01/05/2021 09h13
Por: Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As famílias dos estudantes matriculados na rede estadual de ensino, inscritas no CadÚnico e em condição de vulnerabilidade socioeconômica, já estão fazendo compras com o cartão do programa Bolsa Presença. A iniciativa deverá beneficiar cerca de 311 mil famílias e alcançar 357 mil estudantes da rede estadual de ensino. Cada família receberá R$ 150 por mês, durante seis meses, totalizando um investimento com recursos próprios do Estado de R$ 280 milhões, que já começaram a movimentar a economia em toda a Bahia. A iniciativa do Governo da Bahia visa evitar o abandono escolar e contribuir para fortalecer o vínculo com a escola e o processo de ensino e aprendizagem.

O primeiro crédito de R$ 150 já se encontra disponível nos cartões da bandeira Alelo, desde a última terça-feira (27). Com o valor, os beneficiados estão comprando alimentos e materiais de limpeza em supermercados e remédios em farmácias ou utilizando em outras necessidades da família ou do estudante, a exemplo da compra de materiais didáticos.

No município de Cordeiros, com a primeira parcela do Bolsa Presença, João Aparecido Miranda, pai do estudante Adenilson Miranda, que cursa o 2º ano no Colégio Estadual José Moreira Cordeiro, já fez as compras para toda a família em um supermercado perto de sua casa. “Neste momento de pandemia que nós estamos passando, este benefício e o vale-alimentação que meu filho já vem recebendo estão sendo de grande importância para a gente, pois ajuda muito nas despesas de casa. Acabei de usar o cartão e comprei vários alimentos, como arroz, feijão, macarrão e outros”, afirmou.

O proprietário do supermercado onde João realizou as compras, Anderson Luiz, já enxerga o impacto efetivo no comércio com as vendas realizadas através do cartão do Bolsa Presença, que é aceito em seu estabelecimento. “Ressalto a importância do benefício do Bolsa Presença para o nosso comércio local, pois o mesmo contribui de forma positiva na economia da nossa cidade e vem melhorando o movimento comercial”, salientou.

Sobre o programa - O benefício do Bolsa Presença é por família, mas o aluno pode acumular com os demais benefícios que recebe, ou seja, os R$ 55, por parcela, do vale-alimentação estudantil e os R$ 100 se for monitor do programa Mais Estudo. O Bolsa Presença, o Mais Estudo e o Vale-alimentação Estudantil somam mais de R$ 410 milhões de recursos próprios do Estado da Bahia.

Além de a família estar cadastrada no CadÚnico, as condições para que o aluno matriculado receba o auxílio Bolsa Presença são: assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que esteja matriculado, com frequência mínima de 75%; participação do estudante e da sua família nas atividades e avaliações escolares; desenvolvimento do projeto de vida e intervenção social; e manutenção atualizada dos dados cadastrais na unidade escolar e no CadÚnico.

Consulta - A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) disponibilizou um link para a consulta sobre o direito ao Programa Bolsa Presença. A consulta pode ser feita através do sistema SIADIANTE, da SEC, pelo endereço https://bit.ly/2Ri1WrX. Quem não tem acesso à internet poderá ligar para a escola e solicitar a consulta no sistema.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.