Terça, 24 de Maio de 2022
Valença VALENÇA

ANAC dá sinal positivo sobre Aeroporto de Valença

De acordo com ANAC, as operações seguirão ocorrendo normalmente.

25/01/2022 às 06h49
Por: Redação
Compartilhe:
@Reprodução
@Reprodução

Na tarde desta segunda-feira (24), a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC respondeu o Grupo MPE sobre o cancelamento dos voos com partida e chegada ao Aeroporto Gentil Paraíso Martins. De acordo com ANAC, as operações seguirão ocorrendo normalmente.

“O assunto está resolvido. Continuamos conversando com a AGERBA sobre o novo contrato, agradecemos o apoio dos senhores nesta causa!”, declarou Angel Gomez, diretor do Grupo MPE, responsável pelas operações do Aeroporto.

Nos últimos meses, diversas reuniões foram realizadas envolvendo políticos, Governo Municipal e Estadual, Grupo MPE, Casa do Empresário e diversas representações da sociedade civil que buscavam uma solução para o impasse do aeroporto e o seu possível fechamento.

No último dia 14, houve mobilização da Casa do Empresário, Grupo MPE Engenharia e o Governo de Valença que avançou nas discussões referentes à permanência das operações do equipamento estratégico para o turismo da Costa do Dendê. No encontro, um alinhamento para elaborar um plano de ação, prometeu manter e fortalecer os vôos comerciais, atraindo investimentos para alavancar cadeia produtiva e econômica local e regional.

Aeroporto corria risco de fechar definitivamente: ANAC suspendeu temporariamente as atividades

No último mês de dezembro, notícias sobre um possível fechamento do Aeroporto de Valença circularam pela região Baixo Sul. As informações se basearam em um ofício enviado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), assinado pela gerente técnica de Gerenciamento de Risco, Érica Ramalho de Oliveira, informando que o aeródromo de Valença será proibido de realizar operações de pouso a partir de março de 2022 por determinação da ANAC.

Conforme o teor do documento, a ANAC não obeve retorno em sucessivas tentativas de contato com o operador do aeródromo, sendo encaminhada a SOLICITAÇÃO DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO AERONÁUTICA (SDIA), com o objetivo de informar a comunidade aeronáutica, com uma antecedência de 60 dias, da decisão pelo fechamento do aeródromo por determinação da Agência, uma vez que foi constatada ausência de operador.

Reinaugurado em setembro de 2000 e localizado na BA-887, entre Valença e Guaibim, trata-se do único aeroporto da região a receber voos da aviação geral e regular com capacidade para até 70 passageiros. Operaram no equipamento, as companhias Passaredo, com voo de Campinas, e Azul, com voo de Belo Horizonte, além de voos particulares e de táxi aéreo. O Aeroporto é administrado por uma empresa privada, o Grupo MPE, como geralmente acontece com os terminais de embarque e desembarque de passageiros terrestres, marítimos e aeroviários no país.

Potencial da região 

De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a Costa do Dendê recebe cerca de 20% de turistas estrangeiros, percentual acima da média nacional. Esse dado mostra que o Aeroporto pode ser melhor aproveitado. Inclusive, ele chegou a ficar completamente fechado por um tempo, sendo reaberto pelo Governo Jaques Wagner, através de um programa estadual de recuperação e construção de aeroportos na Bahia.

Seinfra estadual garantiu manutenção do funcionamento. Setur diz que pretende expandir operações. 

Na última terça-feira (18/01), a informação da Secretaria Estadual de Infraestrutura foi de continuidade dos serviços: “O equipamento de Valença não vai fechar. A Seinfra está realizando uma série de intervenções para atender as demandas da ANAC. Inclusive, estão em andamento manutenções como no sistema de balizamento, nas cercas, reservatório de água, nos instrumentos de auxílio à navegação, por exemplo. Dessa forma, o aeroporto segue funcionando e operando”.

Em agosto de 2021, a Seinfra Bahia realizou obras de requalificação no Aeroporto, que passou por serviços como limpeza da faixa de pista e de sinalização horizontal e vertical. 

De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado e a Bahiatursa, existe uma estratégia para aumentar o número de voos regulares para Valença. 

Ministério da Infraestrutura – a previsão era de investimentos e expansão

A região segue aguardando o cumprimento de anúncios feitos pelo Ministério da Infraestrutura (Governo Federal), em agosto de 2021. Segundo uma matéria publicada pela Agência Brasil, página do Governo Federal, grande investimento com o objetivo de expandir a aviação regional com verbas do Ministério da Infraestrutura  (Minfra) seria feito no setor, chegando a quase R$ 1 bilhão em equipamentos de navegação aérea, reforma e construção de novos aeroportos nas cinco regiões do país, com recursos direcionados por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) e da Infraero, contemplando 112 municípios, inclusive o de Valença. “Os aeroportos de Valença (BA) e Feira de Santana (BA) também têm licitação em andamento para aquisição do Papi (Precision Approach Path Indicator), sistema que auxilia na navegação visual durante o pouso das aeronaves”, informou o Ministério da Infraestrutura na época.

Com informações do Jornal Valença Agora e Redação Baixo Sul em Pauta.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Valença - BA
Valença - BA
Sobre o município Valença é um município brasileiro no litoral do estado da Bahia, Região Nordeste do país. Ocupa uma área de 1 124,657 km² e sua população em 2019 era de 96 562 habitantes.