Terça, 18 de junho de 2019
73 999057124
Política

12/04/2019 ás 13h53

Redação

Gandu / BA

Ministério Público Federal pede bloqueio de bens do ex-prefeito Neco, seis outras pessoas e três empresas em Gandu
Segundo o MPF, a decisão pela indisponibilidade é direcionada ao ressarcimento sobre os danos causados pelos envolvidos ao erário público.
Ministério Público Federal pede bloqueio de bens do ex-prefeito Neco, seis outras pessoas e três empresas em Gandu

O Ministério Público Federal decretou a indisponibilidade de bens do ex-prefeito Manoel Dantas Cardoso, o “Neco”, de sua esposa Maria das Graças Barbosa Cardoso e de outras cinco pessoas e duas empresas em Gandu. De acordo com o MPF, a medida tomada visa impedir que os réus citados na Ação Civil Pública se “desfaça” dos bens que possam constar em seus respectivos nomes.


Segundo o MPF, a decisão pela indisponibilidade é direcionada ao ressarcimento sobre os danos causados pelos envolvidos ao erário público.


“Deve-se levar em consideração que os responsáveis pela prática de improbidade administrativa costumam, uma vez notificados, dilapidar ou pulverizar o seu patrimônio, de forma a dificultar, quiçá impossibilitar, a reparação dos prejuízos causados ao erário. Assim, a indisponibilidade de bens dos requeridos é medida que se impõe”, explica o Ministério Público Federal.


Ainda de acordo com os autos do processo, todos os setores do município e da União receberão o decreto da liminar. O ex-prefeito Neco e os envolvidos ainda não se manifestaram sobre o caso.


LEIA TAMBÉM


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Copyright © 2016-2019 Portal Sulbahia1 - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium