Sexta, 15 de novembro de 2019
73 999057124
Política

26/06/2019 às 06h51

Redação

Gandu / BA

Alba debate valorização do futebol feminino na Bahia
O debate acontece justamente em um período em que a seleção Brasileira ganhou mais destaque com a Copa do Mundo Feminina
 Alba debate valorização do futebol feminino na Bahia

Valorização do futebol feminino na Bahia, bem como a relevância da inclusão da mulher no esporte, e os meios de patrocínio e apoio são os principais pontos que serão destacados na Sessão Especial “Políticas de Valorização do Futebol Feminino na Bahia”. A atividade, proposta pela deputada Olívia Santana, será realizada na quinta-feira (27), às 9h30, no Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia.


O debate acontece justamente em um período em que a seleção Brasileira ganhou mais destaque com a Copa do Mundo Feminina, e as discussões reverberam nacionalmente, com Marta eleita a melhor jogadora do mundo e a maior artilheira de Copas do Mundo, entre homens e mulheres, e Formiga, atleta baiana, que se tornou a única atleta, entre homens e mulheres, a participar de 7 mundiais. No regulamento de licenciamento de 2016, a Conmebol se enquadrou em um dos principais artigos nos estatutos da Fifa.


O artigo 23 do Estatuto aborda questões anti-discriminatórias: além da prevenção ao racismo, à homofobia e à intolerância religiosa (entre outras), é necessário que clubes e federações impeçam a desigualdade de gênero. A entidade sul-americana deu prazo de dois anos para que seus membros se adaptassem, fazendo com que a mudança passasse a valer, efetivamente, no início de 2019.


Considerando que a presença da mulher nos esportes se confunde com a luta por mais direitos e por mais liberdade, vale destacar que na Bahia, apenas recentemente (2018 e 2019), os maiores clubes (Bahia e Vitória), constituíram times de futebol feminino profissional. Até então o futebol feminino baiano somente atuava na categoria amadora, disputando apenas um campeonato não profissional.



“Os times de futebol feminino estão presentes em vários municípios do Estado e nos bairros de Salvador, contudo, a falta de visibilidade e de investimento colabora para esse cenário de precariedade. É preciso combater à discriminação de gênero no ambiente esportivo, especialmente no futebol. É preciso que os times cumpram a nova legislação”, destacou a deputada Olívia Santana.



Você sabia que o Portal Sulbahia1 está no facebooktwitterinstagram e youtube? Siga-nos lá.



O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Copyright © 2016-2019 Portal Sulbahia1 - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium