Quinta, 27 de fevereiro de 2020
73 999057124
Bahia

13/02/2020 às 17h50 - atualizada em 14/02/2020 às 18h12

Redação

Gandu / BA

Governo do Estado amplia em 100% a oferta de Educação Integral
As escolas com oferta de educação em tempo integral estão presentes em todos os 27 Territórios de Identidade do Estado
Governo do Estado amplia em 100% a oferta de Educação Integral
Foto: Carol Garcia/GOVBA

A Secretaria da Educação do Estado aumentou em 100% o número de escolas com oferta de Educação em Tempo Integral, passando de 92 unidades do tipo para as atuais 220, distribuídas em 155 municípios baianos. As estruturas ofertam a mais de 24 mil estudantes programas e projetos estratégicos, bem como alimentação diferenciada, indo além do currículo mínimo proposto pela Base Nacional Comum Curricular.


As escolas com oferta de educação em tempo integral estão presentes em todos os 27 Territórios de Identidade do Estado, como destaca o coordenador executivo de Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação, Marcius Gomes. “A expansão da escola em tempo integral permite que os jovens vivenciem experiências novas e é uma meta do Plano Estadual de Educação e uma determinação do governador Rui Costa. Passamos a atender, em 2020, cerca de 24,3 mil estudantes neste tipo de unidade escolar”, ressaltou.


Nessas unidades, a estrutura é diferenciada, por possuir ambientes diversos, a exemplo de refeitório, salas de aula e de tecnologias, quadra, espaço de convivência e biblioteca. Os alunos também dispõem de disciplinas como ‘Educação Científica’ e ‘Práticas Integradoras’ e ainda têm acesso a computadores.


Uma das unidades enquadradas neste formato é o Colégio Estadual Norma Ribeiro, localizado no bairro do Arenoso, em Salvador. Um dos alunos da unidade é Ruan Silva, do nono ano. “Passo muito tempo na biblioteca com os colegas, lendo livros e me aperfeiçoando por que acredito que estar mais tempo na escola representa uma ajuda extra para o meu futuro profissional”, avaliou.


Coordenadora pedagógica do Norma Ribeiro, a professora Marilene Leone segue a mesma linha de raciocínio do estudante e acha que quanto mais tempo o aluno fica na escola, mais chances ele têm de ter uma carreira promissora. “Acredito que o resultado é sempre melhor quando trabalhamos mais tempo e isso vale para qualquer projeto. A Educação Integral contribui para a ampliação da busca pela excelência, já que detém uma matriz curricular com disciplinas do núcleo comum e, ainda, diversificadas”, salientou.


Até 2022, a Secretaria da Educação deve ampliar ainda mais a oferta de escolas com educação em tempo integral, alcançando a marca de 300 unidades do tipo distribuídas em todas as regiões do território estadual.


► Já conhece o Instagram do Sulbahia1? Siga a gente!


►Já conhece o facebook do Sulbahia1? Siga a gente!


Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Sulbahia1, (73 9-9905-7124)


SAIBA MAIS





 


 

 



 

 


Ver essa foto no Instagram


 



 

 

 



 

 



 

 

 



✅Bahia lidera ranking da produção de banana ????????O Perímetro Irrigado de Formoso, em Bom Jesus da Lapa, no Oeste baiano, alcançou o topo do ranking nacional de produção de bananas, com 200 mil toneladas da fruta contabilizados em 2019. ????O resultado social do plantio é incalculável, pois a produção é distribuída, sem uma concentração de terras por parte de multinacionais ou mega produtores individuais. ✅A produção em 12 mil hectares exige 25 mil empregos diretos e indiretos e beneficia diretamente cerca de mil famílias de colonos proprietários de lotes de até 10 hectares, em média, cada um. ✏️Outros 150 produtores cultivam em terrenos maiores, ultrapassando os 11 hectares. Como a banana é uma cultura intermediária, posicionada entre outros plantios, os produtores aproveitam para diversificar a produção. ????????Assim, também plantam mamão, manga, tangerina pokan e limão taiti, entre outras frutas cuja compatibilidade com o tipo de solo e o clima viabilizam safras de boa rentabilidade. ????????Movimentação – Somente com a banana, a movimentação já supera os R$ 216 milhões, enquanto os outros cultivos, juntos, acrescentam R$ 12 milhões ao ano, contando comércio interno e exportação para outros estados. ✏️O bom desempenho dos produtores levou o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia, Humberto Miranda, a visitar os agricultores a fim de parabenizar-lhes pelo destaque nacional obtido. #BomJesusdaLapa #ranking #nacional #produção #bananas #Plantio #Produção #economia #produtores #exportação


Uma publicação compartilhada por SulBahia1 (@sulbahia1) em



O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Copyright © 2016-2020 Portal Sulbahia1 - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium