Sexta, 07 de Agosto de 2020
73 999057124
Valença Saúde pública

Sem saber de morte por Covid-19, família faz velório de idoso com caixão aberto em Valença

Família diz que primeiro laudo apontava pneumonia como causa da morte da vítima, que tinha 80 anos, e que só recebeu diagnóstico de Covid um dia após velório.

07/07/2020 08h27
Por: Redação
Primeiro laudo da morte de Valdomiro apontou pneumonia como causa da morte. — Foto: Arquivo Pessoal
Primeiro laudo da morte de Valdomiro apontou pneumonia como causa da morte. — Foto: Arquivo Pessoal

Uma família da cidade de Valença, que fica no baixo sul da Bahia, disse que fez o velório de um idoso de 80 anos, com o caixão aberto, após não ser informada pelo hospital e prefeitura da cidade que ele morreu por causa da Covid-19.

Segundo informações da sobrinha do idoso, Larissa Almeida, Valdomiro José de Almeida foi internado no dia 30 de junho na Santa Casa de Misericórdia de Valença. O primeiro teste para Covid-19 deu negativo.

De acordo com Larissa Almeida, o idoso, que estava acompanhado pela a esposa, morreu na noite do sábado (4). No atestado de óbito consta que Valdomiro morreu às 19h10, vítima de pneumonia.

O sepultamento ocorreu no domingo (5), após um velório que durou cerca de 40 minutos, com caixão aberto, no Cemitério Municipal de Valença. Seis familiares, funcionários da funerária e o coveiro tiveram contato com o corpo do idoso.

A sobrinha do idoso informou que só descobriu que Valdomiro tinha testado positivo para Covid-19 após olhar o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, nas redes sociais, na noite do domingo (5).

Boletim de Valença divulgou óbito de Valdomiro nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ela contou que procurou o hospital, onde foi informada pela assistente social que o tio dela havia sido diagnosticado com Covid-19. Ainda segundo a sobrinha do idoso, a assistente social do hospital informou que o resultado chegou às 21h do sábado.

No entanto, Larissa disse que a família ainda estava na unidade de saúde no horário informado pela profissional, agilizando os documentos para fazer o sepultamento de Valdomiro, e não foi informada.

A jovem ainda disse que uma médica do posto de saúde da cidade entrou em contato com ela e pediu que todos os familiares que tiveram contato com o idoso ficassem em casa, por sete dias, e que entrem em contato com a unidade se apresentarem algum sintoma de Covid-19.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Valença e com a Santa Casa da Misericórdia e aguarda os posicionamentos sobre o caso.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias