Quarta, 23 de Setembro de 2020 16:34
73 999057124
Polícia Polícia

Menina de 10 anos está grávida, e interrupção da gestação é analisada

O suspeito de cometer o crime segue foragido.

14/08/2020 14h23
Por: Redação
O suspeito de cometer o crime segue foragido.
O suspeito de cometer o crime segue foragido.

Uma criança de apenas dez anos engravidou do próprio tio após ser violentada durante cerca de quatro anos. O caso ocorreu em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, e ganhou repercussão nacional após a Secretaria Municipal de Saúde abrir inquérito para analisar se a vítima poderá ter a gestação interrompida.

A gravidez foi descoberta no terceiro mês, por meio do exame Beta HCG realizado no sábado (8/8), após a menina dar entrada no Hospital Roberto Silvares. A tia da criança procurou a unidade de saúde ao notar um certo volume no abdômen da sobrinha e suspeitar que ela estaria grávida. Ao ser questionada, a menina contou que era abusada pelo tio desde os 6 anos de idade e mantinha o silêncio porque era ameaçada de morte por ele.

O conselho Tutelar da cidade foi acionado e conseguiu uma medida protetiva para a garota, que segue recebendo apoio de psicólogos e assistentes sociais em um abrigo. A Secretaria Municipal de Saúde alegou que aguarda a autorização médica e judicial para realização do aborto.  "Está em análise [a interrupção da gestação]. As equipes técnicas e médicas avaliam a possibilidade. A gente precisa aguardar o posicionamento do judiciário. Não pode tomar nenhuma decisão precipitada pela vida da criança. Vamos aguardar o posicionamento dos critérios médicos e judiciários para tomar uma decisão em conjunto com a família" informou.

Nas redes sociais, um abaixo-assinado intitulado "Gravidez aos 10 mata" foi criado com o objetivo de  sensibilizar as autoridades e agilizar o processo de análise. A petição já conta com 192.925 assinaturas. O suspeito de cometer o crime segue foragido.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias