Sábado, 28 de Novembro de 2020 23:10
73 999057124
Polícia QUE SITUAÇÃO

Cobrador de ônibus é flagrado mostrando partes íntimas a criança de cinco anos

A mãe foi até o cobrador pedir explicações, mas ele reagiu puxando uma faca que estava guardada na bolsa.

17/11/2020 10h26
Por: Redação
Cobrador de ônibus é flagrado mostrando partes íntimas a criança de cinco anos

Um cobrador de ônibus foi filmado mostrando a genitália para uma criança de apenas cinco anos. O caso aconteceu no último sábado (11) e o ato foi registrado pela mãe da vítima, que chegou a ser ameaçada pelo homem que tentou coagi-la com uma faca.   

A mãe da menina, que estava indo para uma consulta médica, disse à Folha que, após passar pela catraca do veículo, o homem pediu para que as duas sentassem em uma poltrona atrás do assento onde ele estava. "Sentamos na poltrona que ele indicou, porque nunca imaginei que pudesse haver alguma maldade. Mas comecei a reparar que ele olhava demais", contou.

Ela relatou que, além de olhar muito para a vítima, o homem também parecia tocar nas partes íntimas, que estavam cobertas por uma bolsa. "Achei que eu estava cismada, mas comecei a gravar para ter certeza. Até que ele puxou a bolsa e deu para ver que estava com a genitália para fora"

"Quando me dei conta ele estava se tocando ao olhar para minha filha. Eu comecei a gritar e pedi para que o motorista parasse o ônibus e chamasse uma viatura para denunciar o cobrador", completou.

O motorista negou parar o veículo. A mãe foi até o cobrador pedir explicações, mas ele reagiu puxando uma faca que estava guardada na bolsa. Os dois não foram localizados pela reportagem da Folha. Em nota, a administração do sistema de transporte informou que acionou a empresa responsável pela linha para identificar o agressor.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias