Quarta, 02 de Dezembro de 2020 19:20
73 999057124
Polícia QUE SITUAÇÃO

Laudo inicial indica que homem negro foi morto por asfixia

João Alberto ficou no chão enquanto dois seguranças pressionavam e comprimiam seu corpo, em morte similar à do norte-americano George Floyd

20/11/2020 20h17
Por: Redação
Laudo inicial indica que homem negro foi morto por asfixia

Assim como o norte-americano George Floyd, João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, pode ter sido morto por asfixia, conforme indicou o primeiro resultado da necropsia realizada pela perícia em Porto Alegre. O homem, negro, foi espancado por seguranças do hipermercado Carrefour, na noite desta quinta-feira (19).

Após colher os primeiros depoimentos, a delegada responsável pelo caso, Roberta Bertoldo, da 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, recebeu, na tarde desta sexta, os médicos legistas para elucidar as causas da morte de João Alberto. Durante as agressões, a vítima também foi imobilizada pelos vigias, com o joelho de um deles nas costas.

"O maior indicativo da necropsia é de que ele foi morto por asfixia, pois ele ficou no chão enquanto os dois seguranças pressionavam e comprimiam o corpo de João Alberto dificultando a respiração dele. Ele não conseguia mais fazer o movimento para respirar", informou.

Além dos dois presos envolvidos na morte de João, a delegada adianta que outros envolvidos estão sendo investigados por omissão de socorro. "Duas ou mais pessoas podem ser implicadas por não terem impedido que as agressões continuassem. Foi uma ação completamente desproporcional e atípica para pessoas que exercerem essa atividade", disse Roberta Bertoldo.

RELACIONADO

>>Homem negro é espancado e morto por seguranças do Carrefour em Porto Alegre<<

>> Homem morto por seguranças do Carrefour pediu socorro à esposa: 'Me ajuda' <<

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias