Sexta, 15 de Janeiro de 2021 17:17
73 999057124
Esportes Esporte

Atletas de canoagem de Itacaré e Ubaitaba conquistam medalhas em Campeonato Brasileiro

Os garotos de Itacaré conquistaram 22 medalhas

24/11/2020 07h00 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
Atletas de canoagem de Itacaré e Ubaitaba conquistam medalhas em Campeonato Brasileiro
Atletas de canoagem de Itacaré e Ubaitaba conquistam medalhas em Campeonato Brasileiro

Com a conquista de 15 medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze, atletas de canoagem de Itacaré e Ubaitaba, municípios da região sul da Bahia, fizeram bonito nas águas do Rio Paraguai. Eles participaram, neste fim de semana, da 28ª edição do Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona, em Corumbá, situada no paradisíaco pantanal sul-mato-grossense.

Ao todo, 15 atletas baianos marcaram presença na competição, sendo 13 de Itacaré, que viajaram com apoio da Prefeitura do município, e dois de Ubaitaba, que garantiram participação com apoio do transporte assegurado pela Superintendência dos Desportos do Estado (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

Os garotos de Itacaré, que conquistaram 22 medalhas, integram o projeto Remando no Rio de Contas, mantido pelo Governo da Bahia, por meio da Sudesb. Funciona no município, desde julho de 2018, o primeiro Centro de Canoagem construído pelo Estado.

Cidade do campeão Isaquías Queiroz, que conquistou três medalhas (duas prata e uma bronze) nos Jogos Olímpicos de 2016, Ubaitaba também abriga um moderno Centro de Canoagem, inaugurado pelo Governo da Bahia no fim de agosto. No local, o projeto Remando no Rio de Contas atende cerca de 100 alunos de 7 a 17 anos, com aulas de iniciação esportiva.

Canoístas olímpicos

Dois canoístas olímpicos estiveram presentes no campeonato em Corumbá: o brasileiro Roberto Maehler e o cubano, agora naturalizado brasileiro, Jorge García, que estiveram nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, no Rio de Janeiro.

A prova teve a participação ainda de inúmeros campeões dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, e também internacionais da canoagem em diversas modalidades (descida, velocidade, slalom e oceânica).

Os percursos estabelecidos foram de cinco, 10 e 20 quilômetros, disputados nas categorias infantil, menor, cadete, júnior, sênior, máster (A, B, C e D) e open, e na canoagem adaptada/paralímpica nas categorias L1, L2, L3 e open. Os tipos de embarcação foram caiaque (classes K1 escola, K1/K2 e K1 (embarcação até 4,5 metros) e canoa (C1 – individual/C2 – dupla). Já na paracanoagem, caiaques foram remados nas classes K1 (individual), V1 e turismo.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias