Sábado, 16 de Janeiro de 2021 23:36
73 999057124
Polícia Misericórdia

Quadrilha aterroriza centro de Criciúma durante assalto a banco

Os criminosos fugiram, e parte do dinheiro chegou a ficar espalhada pelas ruas.

01/12/2020 20h45
Por: Redação
Quadrilha aterroriza centro de Criciúma durante assalto a banco

O assalto a um banco entre o fim da noite desta segunda-feira (30) e início da madrugada desta terça-feira (1º) em Criciúma (SC) resultou em incêndios, ruas bloqueadas, dinheiro espalhado pelas ruas e reféns como escudos. Imagens de carros e imóveis com marcas de tiros e da agência bancária atacada por uma quadrilha fortemente armada mostram um cenário de violência. Os criminosos fugiram, e parte do dinheiro chegou a ficar espalhada pelas ruas.

Quatro homens foram detidos pelo furto das cédulas abandonadas pelos criminosos. Segundo a Polícia Civil, eles foram encontrados em um apartamento com mais de R$ 810 mil dentro de duas malas. Dois suspeitos de 24 anos e outros dois de 27 e 28 anos devem ser encaminhadas ao Presídio Regional. Além disso, a polícia encontrou espalhado pelas ruas cerca de R$ 300 mil.

A polícia encontrou 10 carros utilizados em um milharal al em Nova Veneza, cidade vizinha. Responsável pelo caso, o delegado Ulisses Gabriel afirmou o dinheiro que a quadrilha não conseguiu levar ficou abandonado pelas ruas, bolsas e mochilas. Todas as notas já foram recolhidas e a polícia vai tentar identificar se mais pessoas pegaram o dinheiro.

Segundo a polícia, foi levado o dinheiro do cofre, que era o alvo do grupo de criminosos. O valor total do roubo ainda não foi divulgado. A explosão provocada durante a ação danificou estrutura da tesouraria regional, que fica anexa a uma agência bancária, no Centro do município. Além disso, o bando fortemente armado provocou incêndios, bloqueou ruas e acessos à cidade, atirou contra o Batalhão da Polícia Militar, usou reféns como escudos. Durante a ação, que durou pouco mais de uma hora, os criminosos efetuaram diversos disparos. Duas pessoas ficaram feridas: um policial militar e um vigilante. *Com informações do G1

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias